segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Desabafo:

Caros amigos:
eu preciso fazer um desabafo. Não aguento mais ver violência no futebol. As imagens de um homem ferido, com a mão arrancada por uma bomba de fabricação caseira no jogo entre Criciúma e Avaí em Santa Catarina (DENTRO DO ESTÁDIO), foi demais pra mim. Caramba.... onde está a medida das coisas? Onde está o bom senso?
Quantas vezes eu vejo gente criticando porque árabes e judeus estão envolvidos em guerras santas... Gente que imagina que aquilo é uma zona de guerra e ignora que há terroristas por aqui... ao nosso lado, sem a mínima noção do que é certo.
Sinceramente eu estou chocado... Ainda esse ano tivemos torcedores mortos em Minas Gerais. Onde vai parar???

6 comentários:

Anônimo disse...

a bomba foi atirada da torcida do avai para o lado do criciuma. revoltados, os donos da casa romperam o cordao de separacao das torcidas e houve pancadaria nas arquibancadas. os avaianos que tentaram escapar nao conseguiram, porque os portoes do estadio estavam fechados. uma bomba caseira atingiu um senhor de idade. foi ele quem perdeu a mao. lamentavel isso tudo, bruxo. nelson.

Tiago Paixão disse...

Triste acima de tudo.

Anônimo disse...

Coitado do véio, sentado lá na boa e cai uma bomba do lado dele. A culpa é das duas torcidas, esses vagabundo vão nos jogos só pra brigar. A polícia tem mesmo é que descer a lenha nesses babaca, pena que não mataram ninguém.

Maycon Silva disse...

Ainda é incrível a violência no futebol, e mais incrível ainda é quando ela vai de dentro do campo para fora. Haja vista o caso na Inglaterra, do zagueiro que cometeu um ATO CRIMINOSO contra o Eduardo Silva. Incrível.

Homem do Contra das Cavernas disse...

panis et circenses.

Isso não vai parar em lugar nenhum.

... é o mesmo homem,

que vivia nas cavernas.

Tiago Paixão disse...

Tinha que ser tu...
Você ... que tem idéias tão modernas, é o mesmo homem... que vivia nas cavernas...
(crônica - Engenheiros do Havaii - 1984)