quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

QUARTA

HISTÓRIA
(Os olhos, a voz)

Hoje estaria de aniversário um dos melhores: Frank Sinatra. O cantor, natural de Nova Jersey, Estados Unidos, foi um dos mais talentosos artistas do mundo. Entre as láureas do Cantor e ator, estão vários prêmios musicais, como 7 ingressos no Hall da Fama do Grammy, e também um Oscar. Sinatra, também foi destacado integrante da máfia. Foi casado com Nancy Barbato e posteriormente com as atrizes Ava Gardner e Mia Farrowe, está última que revelou as ligações de Sinatra com a Máfia.

NOTÍCIA
(Alguém fica triste?)

Um homem de 20 anos, suspeito de cometer um assalto, morreu nesta terça-feira, quando se preparava para fugir do local do crime, na zona leste de São Paulo, informa o site G1. De acordo com informações da Secretaria da Segurança Pública (SSP), ele e outros dois suspeitos haviam abordado um senhor de 63 anos, na saída de uma agência bancária. A vítima relatou ter sido rendida dentro de seu carro, após ter sacado R$ 3,7 mil. Na tentativa de fuga, um dos suspeitos teve uma "espécie de mal súbito" e caiu no meio da rua.

DA REDAÇÃO
(Sinatra e o bandido)

Frank Sinatra era e é tão bom, que era considerado o cantor oficial da Máfia. Era o número um entre os mafiosos que queriam fazer um grande evento. Ele não era melhor por isso, no entanto, os próprios mafiosos admitiam que Siantra não recebia dinheiro da máfia. Muitas vezes, aliás, Sinatra cantava somente por amor. Sinatra, teria dito para os bandidos, que não queria sujar suas mãos com sangue, pois não conseguiria segurar o microfone com a mão suja. Enquanto isso, um bandido morre ao assaltar um vovô. O vovô com toda a saúde, viu perecer um rapaz de 20 anos na sua frente... Este morreu do coração... Acreditem ele tinha um... no entanto... não creio que alguém fique triste, quem ficaria? Não acredito também que alguém lhe fosse ajudar, pois, como segurar o microfone ao tocar em alguém certamente cheio de sangue e de dor de inocentes.

2 comentários:

Hoemem do Contra disse...

Magnífico Sinatra. Esqueçam o homem, lembrem da voz. Sempre que confrontarem o homem e o ídolo, perde o homem.

Quanto ao bandido do vovô...

Eu me pergunto onde fica o furo.

Possibilidade de localização do furo # 1: Porque o bandido é bandido?

Possibilidade # 2: Porque tem bandido?

Reflexão: qual a minha parcela de culpa na existência de bandido?

Carlos Mota disse...

O maravilhoso "blue eyes", como Frank era chamado, foi o maior dos maiores. Ele transformou New York, New York, em hino dos americanos vencedores ou que pretendiam vencer. O mafioso sempre teve medo de vir ao Brasil, pois temia ser assassinado(e isto que a criminalidade naquela época era 10 por cento do que é hoje). Até que ele veio(Porto Alegre inclusive, se não me falha a memória) e lotou todos os locais por onde passou. Minha frustração é não ter assis ao show deste "monster of songs"