segunda-feira, 26 de novembro de 2007

Segunda

HISTÓRIA
(Galochas)

Um chato de galocha é um cara insistente. Galocha é uma espécie de bota que se colocava por cima dos sapatos, para não danificar o calçado. No entanto, a Galocha, apesar de preservar o sapato, estragava tudo em que pisava.Seja gramado, ou o piso de uma casa. A origem da expressão é diversa, no entanto uma explicação da filologia nos indica o sentido de reforçar, como fazia a galocha com os sapatos. A popular está ligada ao fato de, certas vezes, recebia-se alguém, e quando este não retirava as galochas, fazia uma grande sujeira, o que é bastante chato.

NOTÍCIA
(Sacanagem)

Uma avó escocesa foi proibida pela Justiça de dar doces a seus netos após um tribunal ouvir da mãe das crianças que eles estavam sofrendo com problemas nos dentes. A avó, identificada pela Justiça pelas iniciais E.M., havia entrado com uma ação legal contra sua filha para poder ter contato com seus quatro netos. Mas a mãe relatou ao tribunal que a avó levava duas sacolas com doces a cada visita que fazia às crianças. O juiz Daniel Kelly decidiu que a avó pode visitá-los uma vez ao mês, desde que não leve doces.

DA REDAÇÃO
(Doces)

Não sou um grande apreciador de doces, todos sabem, mas uma das melhores lembranças que tenho é de ganhar pacotinhos de Mumu quando chegava na casa da minha avó materna. Coisa bem boa. Não é a toa que dizem que vó é mãe com açúcar. A minha então... nem se fala. Só me resta dizer que a notícia, chata, é apropriada para uma segunda-feira e que esse juiz, e essa mãe, são dois chatos de galocha!

3 comentários:

Fernanda Rafaeli Gomes disse...

Perdi minha vovó materna muito cedo, mas recordo-me bem dela. Tenho saudades...
Depois da "nona" como eu a chamava carinhosamente, tive várias vós de amigos emprestadas, até mesmo de parentes... hoje não tenho mais nenhuma...
Alguma vovó aí quer me dar um doce em troca de carinho de uma boa netinha???

Boa semana leitores!

Homem do Contra disse...

A galocha tinha como objetivo principal manter os pés do chato secos, enquanto o mesmo chapinhava pelas ruas encharcadas. É que antigamente todos os sapatos tinham o solado feito de couro, o que dá uma vedação percária ao calçado. Hoje em dia isso só acontece com os mais chiques (o solado de couro, não a falta de vedação). Eu conheci as galochas do meu avô. E vários outros apartatos cujo nome desconheço, como, por exemplo, umas presilhas de metal que segurava as calças lunto a canela, para que as mesmas não se engraxassem na correia da bicicleta.

Homem do Contra disse...

A propósito. Se me servissem eu usaria as ditas galochas.

Homem do Contra de Galochas!