quarta-feira, 28 de novembro de 2007

QUARTA

História
(Peste)

A Peste Negra, que matou mais de 70 milhões de pessoas na Europa ocorreu, porque as pessoas acreditavam que quem tivesse um gato era uma bruxa. Logo todos os gatos foram queimados, deixando os ratos, com as suas doenças, circular livremente e multiplicar-se. Sem o predador natural, o Rato Preto ajudou a disseminar a doençã que varreu a europa em vários momentos da idade média.

Notícia
(Cara de Pau)

Alexander D. Smith, 31 anos, recebeu um acusação de conduta desordeira e duas de falsificação quando tentou entrar no banco e depositar uma nota falsa de US$ 1 milhão, segundo o xerife do condado de Aiken, na Carolina do Sul. As informaçõa são da CNBC. Ele apresentou a nota para um caixa do banco Regions, mas o funcionário não aceitou o dinheiro e chamou a polícia. Smith começou então a gritar e amaldiçoar os empregados. A nota estava amassada e riscada, além de estar impressa como se fosse de uma série de 2005. Smith já havia comprado cigarros com um cheque roubado em uma loja próxima ao banco.

Da redação
(Aquele abraço)

Mais real do que o rei, um secretário resolveu ficar brabo, furioso com a estatística. Acontece que este secretário, conhecido por sua cruzada contra o alcool, teve de comentar a estatística que mostra que os homicídios aumentaram, especialmente devido a problemas relacionados com drogas. Os homicídios relacionados com o consumo de bebidas, não tiveram alteração. O religioso secretário ficou furioso ao ser supreendido pela estatística durante uma apresentação pública de números. Como resolver a situação? Parece bastante claro. O Delegado responsável pela estatística está ameaçado de deixar o cargo. É mais ou menos o mesmo que queimar o gato, acusando o pobre bicho de bruxaria e deixar os ratos livres. Oremos... Oremos...

2 comentários:

Homem do Contra disse...

Não entendi.
Nota de US$ 1 Milhão.
Isso existe?

Aqui temos uma cruzada contra a abertura de botecos, "semente de todo o mal" segundo o oposicionista de plantão.

A falta de educação, saúde, saneamento, emprego etc. não tem relação nenhuma com a criminalidade.

A culpa é dos botecos.

Ou falta de oração, vai saber.

Que (D)eus nos ajude.

A Menina Ruiva disse...

Oremos...