terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Terça

História:
(expressão)

Essa é uma expressão Carioca que eu ouvi certa vez. Quando uma pessoa se vê diante de uma barbarie ela diz: Isso não aconteceria no tempo do Onça. Acontece que no início do Século 18, o Rio de Janeiro era governado por Luiz Vahia Monteiro, conhecido como "o Onça". Ele tinha este apelido por ser extremamente severo. Era exigente, também. Durante o período em que governou o Rio, ele cumpria rigorosamente a lei e exigia que todos a cumprissem também.

Notícia
(quem é o bandido?)

Dois homens foram mortos a tiros dentro de um ônibus da empresa Vicasa na esquina da Avenida Boqueirão com a Rua Sezefredo, bairro Igara, em Canoas, às 21h15min desta segunda-feira. A polícia desconhece as circunstâncias do crime e as vítimas não foram identificadas. Conforme o motorista do veículo, que fazia a linha Guajuviras e pediu para não ser identificado, havia cerca de 60 pessoas no coletivo biarticulado no momento dos tiros. Os dois homens estariam bem no fundo, perto da roleta, quando foram atingidos na cabeça e no pescoço. O cobrador informou que ouviu um dos homens anunciar o assalto. Um homem então teria se levantado e atirado contra os suspeitos.

Da Redação:
(E agora?)

Vamos recomeçar a brincadeira? quem é o bandido? Mas antes de mais nada, Feliz Retorno meu caro colega Marmota. Voltando as vacas frias, o que penso é: O cara que atira dentro de um ônibus com sessenta pessoas é no mínimo irresponsável.

2 comentários:

Carlos Mota disse...

Obrigado pelas boas-vindas. Mas, já vi que continua tudo como dantes, no castelo de abrantes(alguém sabe o porquê desta expressão?).

Tanto de um lado quanto de outro, os tiros são absurdos. Menos mal que desta vez morreu quem tem que morrer: bandidos!!!

Taíse disse...

E a tal Lei do Desarmamento serviu pra quê mesmo?