quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

QUARTA

História
(Quinto)

Quinto dos infernos tem a ver com uma das leis absurdas que já foram criadas no Brasil. Claro que por mais absurda que seja, foi lei e teve de ser cumprida, mas não sem protesto. A lei dizia que tudo que se extraísse, produzisse ou vendesse no Brasil, deveria ser pago um imposto de um quinto do valor auferido pelo trabalho. O imposto do Quinto, era alvo de protesto e recebeu apelido de “o quinto do demônio” comparando o governo ao Capeta. Em seguida, a expressão evoluiu para Quinto dos infernos, logo ao contrário do que pensam, não existe o primeiro, o segundo, o terceiro e o quarto.

Notícia
(encontraram)

Encontraram os quadros roubados do MASP no último dia 20. O retrato de Suzanne Bloch de Pablo Picasso e o Lavrador de Café de Cândido Portinari foram localizados dentro de uma casa na Zona Leste de São Paulo. Dois bandidos foram presos.

Da Redação
(é o ano)

To dizendo que esse é o ano. Grande notícia. Poderiam colocar os bandidos na cadeia e perderem a chave. Ou então educar esses salafrários, fazendo os desgramados freqüentar aulas de história da arte, o que pra eles seria o mesmo que uma tortura. To feliz, a arte também.

Um comentário:

Homem do Contra disse...

O ser humano e suas idiossincrasias.

Eu sou um confesso ladrão de livros, não mo emprestem, eu não os devolvo.

Se um dia me pegarem por isso, concordo que me prendam e joguem a chave fora, mas fica um pedido aos amigos:

Quando me visitarem, levem pacotes de cigarros e livros, muitos livros.